O que é e para que serve o MBTI?

O trabalho do psiquiatra e psicoterapeuta suíço Carl Gustav Jung não será para qualquer pessoa, exige dedicação e estudo aprofundados, porém muita da pesquisa que desenvolveu tem utilidade e aplicação prática até aos dias de hoje. O teste MBTI®  foi desenvolvido com base nas teorias da personalidade de Jung e destina-se a, através da aplicação e interpretação de um questionário, chegar ao conhecimento aprofundado da personalidade.

Incrível, certo?  Mais há mais… O MBTI® indica como podemos melhorar os nossos relacionamentos interpessoais e aptidões em diversas áreas da vida, já que o teste possibilita o entendimento e o reconhecimento de nossos talentos, habilidades e também fraquezas.

Em geral, quem faz, revê-se muito nos resultados de forma estruturada; naturalmente que haverá aspetos menos claros, mas essas novas informações permitirão reflexão e autoconhecimento e podem ser debatidos com o profissional que aplica o questionário.

Mas o que é então o MBTI®?

O MBTI® é uma das ferramentas mais conhecidas para conhecer a personalidades de trabalhadores e deve o seu nome ás iniciais do nome das suas criadoras, Katharine Cook Briggs e sua filha Isabel Briggs Myers. Na sua essência, o teste MBTI é um questionário utilizado para medir a forma como as pessoas percebem o mundo, processam a informação e tomam decisões em resposta ao seu ambiente. Foi concebido para explicar por que razão as pessoas diferem umas das outras, identificando traços ou preferências fundamentais de personalidade.

Este inventário de personalidade é amplamente utilizado, em vários contextos: vocacional, educacional, psicoterapêutico para avaliar o tipo de personalidade, sendo muito frequentemente utilizado na área de recursos humanos para averiguar se um candidato é adequado à cultura de uma empresa e enquadrável na equipa respetiva, existindo até conhecidas multinacionais que não fazem qualquer nova admissão sem realizar primeiro o teste.

O  questionário MBTI® é composto por 93 perguntas, sendo em cada uma delas fornecidas as escolhas possíveis de acordo com uma escala, que determinam quais as tendências para as quais se inclina o respondente. Permite identificar se a personalidade de uma pessoa se inclina para uma de duas tendências dentro dos seguintes grupos de possibilidades: “Extroversão / Introversão”, “Intuição / Sensorial”, “Razão / Sentimento”, e “Julgamento / Percepção”.  Concretizando um pouco mais:

A primeira dimensão – Introvertido (I) / Extrovertido (E) descreve onde a pessoa obtém a sua energia. Se conseguir a sua energia passando tempo sozinho e se divertir com a autoreflexão, é provável que seja um introvertido. Inversamente, e em princípio, alguém que se sente mais energizado em interação social será um extrovertido.

Já no segundo grupo, Intuitivo (N) / sensorial (S), avalia-se a forma como a pessoa vê o mundo:  os indivíduos Sensoriais (S) serão aqueles que confiam nos 5 sentidos, no que é concreto e tangível; já os intuitivos (N) confiam na sua intuição, e apresentam uma consciência mais virada para o abstrato.

A terceira dimensão, Racional (T) / Sentimental (F), aponta sobretudo para forma de avaliar, julgar e organizar: Pessoas mais racionais (T) atuam de maneira lógica, organizada e objetiva e seguem a sua mente; por sua vez os sentimentais (F) são pessoas que se baseiam em critérios mais subjetivos, que seguem o coração e atendem às necessidades humanas.

A última dimensão, Julgador (J) / Percetivos (P), reflete o estilo de vida e tomada de decisões: os Julgadores (J) preferem seguir regras claras, prazos, estrutura e planeamento, e são orientados para resultados. Por sua vez os percetivos (P) apreciam improviso, flexibilidade, liberdade e gostam de ter várias opções em aberto.  

Da sua combinação resultam os 16 tipos de personalidade diferentes.

Os analistas

INTJ ou Arquiteto;

INTP ou Lógico;

ENTJ ou Comandante;

ENTP ou Inovador;

Diplomatas

INFJ ou Advogado;

INFP ou Mediador;

ENFJ ou Protagonista;

ENFP ou Ativista;

Sentinelas

ISTJ ou Logístico;

ISFJ ou Defensor;

ESTJ ou Executivo;

ESFJ ou Cônsul;

Exploradores

ISTP ou Virtuoso;

ISFP ou Aventureiro;

ESTP ou Empreendedor;

ESFP ou Animador.

Confesse lá, só estes nomes já deram uma incrível vontade de saber mais, mas para isso vai ter mesmo que fazer o teste e pode contar com a CV Experts para (se) descobrir. Há a possibilidade de fazer ainda o teste online de forma gratuita aqui (em inglês), mas com recurso a profissional certificado poderá obter uma interpretação mais dirigida à sua necessidade profissional. 

 Mas existe um melhor tipo de personalidade dentro das 16 possíveis?

Quando falamos de personalidade, falamos de características intrínsecas da pessoa que se manifestam nas suas atitudes, valores, crenças, projetos de vida, etc., o que traz individualidade a cada pessoa, pelo que não se pode falar em perfil melhor ou pior, apenas descrever as diferenças. Como ferramenta de autoconhecimento e de compreensão das diferenças, vai permitir apurar que torna cada pessoa única e especial e com essa nova consciência levar a fazer escolhas mais adequadas ao perfil.

Quais as vantagens de realizar um teste desta natureza?

São inúmeros os benefícios proporcionados pelo MBTI, a começar pela sua credibilidade, já que centenas de estudos ao longo dos últimos 40 anos provaram que o instrumento é ao mesmo tempo válido e fiável.

Temos que falar ainda da sua practicidade, pois pela mera aplicação questionário são obtidas informações muito válida sobre traços de personalidade e preferências e aptidões daquela pessoa.

E já falamos amplamente no autoconhecimento, que permite sempre o desenvolvimento pessoal e a evolução como pessoa e profissional.

Em contexto empresarial vai permitir gerir as pessoas para uma maior produtividade, motivação, segurança e melhores resultados.

Ainda no contexto de trabalho, o conhecimento do tipo de personalidade das diferentes pessoas permite:

– eliminar ou mediar mais eficazmente conflitos;

– comunicação mais eficiente;

– melhorar o trabalho de equipa;

– potenciar os traços fortes das pessoas da equipa;

– promover auto conhecimento e auto reflexão.

De referir ainda que não existem quaisquer contraindicações ou riscos na sua realização.

Podíamos continuar a elencar vantagens e a falar apaixonadamente do teste, mas preferimos deixar o convite para que experimente e tire as suas próprias conclusões. Entender o nosso perfil de personalidade e crescer em autoconhecimento são peças chave para triunfar nas diferentes áreas da vida e tudo isso à distância de uma sessão com um facilitador certificado que acompanhará todo o processo, desde a realização do questionário até ao relatório final e respetiva interpretação. O que pode fazer através da CV Experts que proporciona este serviço de sessão de MBTI.

Conheça aqui os pacotes CV Experts que incluem o teste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *